Esportes

13/06/2018 07:26 Terra

Espanha demite técnico dois dias antes de estreia na Copa

Faltando apenas dois dias para a estreia da seleção da Espanha na Copa do Mundo, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) demitiu nesta quarta-feira o técnico Julen Lopetegui.

O surpreendente anúncio foi uma resposta da entidade à decisão do treinador de romper seu contrato unilateralmente com a seleção ao fim do Mundial da Rússia para comandar o time do Real Madrid, que estva sem técnico desde a saída de Zinedine Zidane .

O presidente da federação, Luis Rubiales, teceu os seguintes comentários ao anunciar a demissão do treinador:

"Agradecemos ao Julen por tudo o que ele fez porque ele é um dos grandes responsáveis por estarmos na Rússia, mas somos forçados a dispensá-lo. Tem de haver uma mensagem clara para todos os trabalhadores da Federação Espanhola de que existem algumas formas de agir que devem ser cumpridas".

Veículos da imprensa europeia, após o anúncio do Real Madrid, publicaram que a clima no vestiário da Espanha havia ficado ruim e o presidente da federação, furioso com o caso. Na mesma entrevista em que comunicou a saída do técnico, Rubiales também disse:

"Não me sinto traído. O problema é como as coisas foram feitas com total ausência de participação da Federação Espanhola de Futebol, isso é algo que não podemos ignorar. Lopetegui é um profissional impecável, mas as formas são importantes"

O presidente prometeu novidades em breve, mas ainda não se sabe quem comandará a seleção espanhola. A estréia, nesta quinta-feira (15), é justamente o jogo mais difícil do time na primeira fase, contra Portugal. Em uma situação normal, o clássico hibérico praticamente decidiria já na primeira rodada quem seria o primeiro colocado no grupo B -- as outras seleções do grupo são Irã e Marrocos. /COM ESTADÃO CONTEÚDO, GAZETA ESPORTIVA E REUTERS.


Aplicativo divulgacao
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo