Quatro pessoas são assassinadas em menos de 48 horas

Em menos de 48 horas, quatro pessoas foram assassinadas na Grande Cuiabá, sendo duas na Capital e duas em Várzea Grande. Desse total, duas vítimas tinham relação com traficantes e somente em um caso a polícia conseguiu prender o suspeito em flagrante.

A quarta pessoa executada seria vítima de um acerto de contas. O crime ocorreu no bairro Alvorada, em Cuiabá, onde o jovem B.J.R.S., de 19 anos, foi assassinado a tiros em sua quitinete na Rua São Pedro.

Testemunhas disseram ter ouvido vários tiros e, na sequência, três rapazes foram vistos saindo correndo do recinto em direção à rua. Na quitinete, policiais militares depararam com o corpo do jovem estirado sobre a cama.

O assassinato ocorreu, por volta das 23h30. Os suspeitos teriam fugido a pé. Os PMs fizeram buscas nas proximidades, mas não localizaram os suspeitos. Os policiais informaram que a vítima não tinha antecedente criminal.

A delegada Sílvia Pauluzi, de plantão na DHPP, colocou uma equipe para trabalhar no caso.

Outros crimes

Em Várzea Grande, o pedreiro A.S., de 39 anos, foi morto com pedradas na cabeça em um terreno baldio, no Jardim Marajoara. O crime teria ocorrido na madrugada de sexta-feira (20), mas o cadáver só foi localizado no início da manhã.

As investigações apontam para um crime relacionado ao tráfico de entorpecentes. Moradores disseram que o terreno baldio é um dos mais conhecidos “fumódromos” do bairro.

Ainda em Várzea Grande, R.G.P, foi executado com tiros de pistola quando dirigia sua picape Saveiro vermelha. No carro, haviam mais três pessoas sendo que a esposa dele, C.O., foi baleada e está internada no Pronto-Socorro de Várzea Grande.